Mário Soares estava internado desde terça-feira, 13 de Dezembro, no Hospital da Cruz Vermelha, onde entrou em situação crítica, depois de uma indisposição. Passou dez dias nos cuidados intensivos, para onde regressou na véspera de Natal, depois de um súbito agravamento do estado de saúde e onde esteve até este sábado.

O antigo Presidente de República e Primeiro-Ministro morreu no passado sábado dia 7 de Janeiro.

Quem olhar para os últimos 50 anos da história de Portugal vai encontrar sempre Mário Soares: no ataque à ditadura, na libertação democrática, na resistência ao comunismo, na opção europeia, na solidez democrática.

Soares foi um dos fundadores do Partido Socialista (PS), e foi sem dúvida alguma, um dos mais notáveis protagonistas da História da política portuguesa da segunda metade do século XX. A Mário Soares, deve-se o início ao processo de adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia (CEE) e subscreveu, enquanto primeiro-ministro, o Tratado de Adesão à CEE.

Foto: DR