O conhecido cornetim Nuno Narciso, vai estrear-se como empresário taurino a 19 de Maio, na praça de toiros de Portalegre. O Faenas TV foi saber um pouco mais sobre a enorme aficion Nuno Narciso e quais são os motivos que o levam a trocar a música, pela organização de corridas de toiros.

Faenas TV (FTV) – Olá Nuno, no próximo 19 de Maio, vais organizar uma corrida de toiros em Portalegre, vai ser a tua estreia como promotor de espetáculos taurinos, mas já lá vamos. Antes de mais como surgiu a tua aficion à Festa Brava?

Nuno Narciso (NN) – Diogo, a minha aficion já vem de família, foi um tio meu que me meteu esse bichinho pelos touros. Ele era grande amigo de vários ganadeiros e da família Moura e entre outras.

FTV – O que te levou a ser cornetim?

NN – Foi o gosto pelas corridas e pela música.

FTV – Como e com quem aprendeste essa arte de ser cornetim?

NN – Entrei para a Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense Portalegre com os meus nove anos para aprender música. Uma vez em Alpalhão numa corrida em Agosto não havia ninguém para cornetim e como eu queria ir, pedi a um senhor mais velho da banda, o senhor Sebastião, um grande amigo e foi ele que me ensinou esse orgulho de tocar cornetim, e sentimento que transmite quando escuto o toque.

FTV – És conhecido no meio taurino português, como um dos melhores cornetins, agora queres ser um dos melhores empresários tauromáquicos? O que te motiva a seguir o caminho empresarial?

NN – Melhor cornetim (risos). Não sou o melhor, nem me considero como tal, simplesmente faço trabalho e tenho um grande orgulho nisso. Ser um dos melhores empresários não.  Diogo, isto foi um sonho que quis ter realizado simplesmente. O tempo dirá se sigo esse caminho… pois gosto muito de estar na Festa, como cornetim.

FTV – Vais deixar de ser cornetim ou vais conciliar com a organização de espetáculos taurinos?

NN – Não vou deixar de ser cornetim. O futuro o dirá sobre a organização de espetáculos taurinos, primeiro está Portalegre depois logo se verá…

FTV – Nos últimos anos assististe a centenas de corridas de toiros, o que falta em Portugal na organização dos mesmos?

NN – O que faz falta em Portugal é a verdade nos carteis e a presença do “toiro-toiro” nas arenas.

 

 

FTV – A praça de toiros de Portalegre é considerada uma das mais difíceis de gerir e nas últimas temporadas foram vários os empresários que por lá passaram e todos eles sentiram dificuldades. Qual é o desafio de começar a carreira de empresário, na José Elias Martins?

NN – Portalegre é a minha terra, daí o sonho de dar essa corrida dia 19 de Maio. A praça de José Elias Martins não é difícil, tem é de ser bem trabalhada, no sentido de trazer pessoas a praça com bilhetes para todos. O “toiro-toiro”, está de regresso a Portalegre.

FTV – Quantas corridas de toiros esperas organizar esta temporada?

NN – De momento só a corrida de 19 de maio de 2018, depois logo se vê. A corrida de Setembro não depende desta, pois só fiquei com uma data que foi esta. Quis esta data para fazer regressar a corrida de touros, às festas da cidade.

FTV – Começas a 19 de maio com uma corrida à portuguesa, com toiros de ganadarias espanholas. Porquê que escolheste toiros espanhóis, em vez de portugueses? É difícil arranjar toiros com uma boa relação apresentação-qualidade-preço em Portugal?

NN – É verdade Diogo escolhi touros espanhóis pois são simplesmente duas ganadarias que gosto, simplesmente por isso e que de certeza irão trazer emoção às bancadas da Praça José Elias Martins. A questão não é arranjar touros em Portugal, foi mesmo uma aposta minha no “toiro-toiro” e nesse mano a mano entre as ganadarias Dolores Aguirre e La Dehesilla – José Luís Pereda.

FTV – No que diz respeito ao preço dos bilhetes, vai haver alguma campanha especial para reformados e jovens?

NN – Tenho cerca de 1000 bilhetes a partir de 7.5€ e existe uma campanha para quem adquirir bilhetes para a sombra até final de Abril, tem 5% desconto.

11 – Queres deixar uma mensagem aos aficionados, para no dia 19 de maio irem aos toiros a Portalegre?

NN – Senhores aficionados, dia 19 de Maio às 17h30 venham aos toiros a Portalegre, vamos mostrar a grandeza da Festa Brava e a afición dos portugueses à tauromaquia. Os bilhetes têm preços acessíveis e não há motivos para ficar em casa. Portalegre está de novo no calendário taurino nacional, e a emoção do “toiro-toiro” está de volta à praça José Elias Martins!

Obrigado pela entrevista e sorte para esta nova etapa da tua vida!