Vai ser possível pagar impostos por débito directo. A ideia é evitar que os contribuintes deixem passar o prazo de pagamento para alguns impostos, como o imposto único de circulação (IUC – antigo selo do carro).

A notícia é avançada pelo “Diário de Notícias” e revela que a medida deveria ter entrado em vigor no quarto trimestre do ano passado, mas não avançou por questões tecnológicas. Agora, é necessário lançar um concurso público para escolher o banco que fará a recolha do dinheiro para depois entregar ao Estado.

O Governo acredita que o imposto único de circulação (IUC) possa ser aquele por que mais contribuintes vão optar por pagar por débito directo, dado ser um dos mais esquecidos. Tem de ser pago no mês da matrícula do carro e as multas podem ficar mais caras do que o imposto.

fonte: Diário de Notícias