Maioria das vítimas mortais estava em zona de estrada. Governo pede às pessoas que não se desloquem ao local

O número de mortos no incêndio de Pedrógão Grande subiu para os 62, informou o secretário de Estado da Administração Interna, num balanço feito às 12:00 deste domingo. Das vítimas mortais, quase 50 foram encontradas em zonas de estradas (dentro dos carros e na berma). Há crianças entre as vítimas.

A estrada nacional 236-1, foi o local fatal que originou a morte de várias pessoas. Muitas das vitimas morreram ao tentar fugir do incêndio

Há ainda 54 feridos, disse Jorge Gomes. Num balanço anterior, feito às 10:00, o secretário de Estado da Administração Interna informara que havia a registar, até então, 58 vítimas mortais. O mesmo responsável lançou um apelo à população, pedindo para que os locais não se desloquem ao local, facilitando assim o trabalho das equipas que combatem as chamas.

O governante disse à comunicação social que, neste momento, as prioridades são dar paz às pessoas que estão a sofrer com a perda de vidas e dar paz aos operacionais que combatem as chamas, controlando o incêndio, que continua com quatro frentes ativas, duas das quais com “extrema violência”.

fonte: Diário Notícias