O Metropolitano de Lisboa vai ter mais duas estações até 2022 – Estrela e Santos -, estando previstas também estações nas Amoreiras e em Campo de Ourique, embora nestes dois casos sem uma data prevista de conclusão, foi hoje anunciado.

Com a construção das estações da Estrela e de Santos será feita a ligação entre o Rato e o Cais do Sodré. A linha verde transforma-se numa linha circular e com comboios a cada 3 minutos e 40 segundos.

O custo desta obra é de 216 milhões de euros, com recurso a fundos comunitários e a empréstimo no Banco Europeu de Investimento.

Os concursos devem avançar no 2.º semestre de 2018, estando prevista a entrada ao serviço no final de 2021.

Está também prevista a aquisição de 33 novas carruagens, num investimento estimado de 50 milhões de euros, bem como a remodelação das estações de Arroios, Areeiro, Colégio Militar, Olivais e Baixa-Chiado, para permitir a circulação de comboios de seis carruagens em toda a Linha Verde, com um investimento estimado em 16,2 milhões de euros.

foto: DR