O candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro (Partido Social Liberal – PSL) foi eleito Presidente do Brasil. Na segunda volta das presidenciais, Bolsonaro conseguiu 55,1% dos votos, enquanto Fernando Haddad (Partido dos Trabalhadores – PT, esquerda), não foi além de 44,9%.

“O país tem de conviver com a verdade, o país tem o dever e o direito de saber o que acontece no país”, começou por dizer Bolsonaro, 63 anos, num discurso previamente gravado, na sua casa, no Rio de Janeiro. “Alguém sem fundo partidário, sem um grande partido, com os media criticando, às vezes nos colocando em situações vexatórias, teve o apoio de um grande exército, de um verdadeiro exército”, prosseguiu. “Não podemos mais flirtar com o comunismo, o socialismo, o extremismo”, continuou, rodeado da mulher, Michelle, que dizia ámen a cada interrupção no texto, e de uma intérprete da linguagem brasileira de sinais.

fontes: Diário de Notícias e Observador

foto: DR.