O debate que se realizou ontem no programa “Prós e Contras”, da RTP 1, tinha por tema a “Tauromaquia: Cultura ou Tortura”. Um tema controverso, que gera audiências e protagonismo com muita facilidade, mas (na minha opinião, tal como o futebol), não é um dos temas mais importantes da nossa sociedade para estar a ser constantemente discutido. A Educação, a Justiça, a Economia, a Saúde, a Administração Interna ou a Solidariedade Social, esses sim, são temas fraturantes que devem ser debatidos e analisados com frequência.

Em relação ao programa propriamente dito, os anti-taurinos continuam a ser radicais, fundamentalistas e sem argumentos para fazer face aos taurinos, que estiveram muito bem representados acima de tudo pelos Presidentes das Câmaras Municipais de Coruche (Francisco Oliveira), Alcochete (Fernando Pinto), Vila Franca de Xira (Alberto Mesquita) e Santarém (Ricardo Gonçalves). Os autarcas mostraram união e esclareceram publicamente a importância da Tauromaquia nos seus municípios. Sem dúvida que a importância Festa Brava ultrapassa e de que maneira a vertente artística e cultural. Todos os autarcas estiveram muito bem e foram sem dúvida alguma os triunfadores da noite.

A frase que destaco em todo o programa, foi de Ricardo Gonçalves (o autarca de Santarém), que disse e bem “é uma questão de tolerância”. Está tudo dito, o programa podia acabar aqui.

Hélder Milheiro da ProToiro, o Professor Luís Capucha e o Dr. Joaquim Grave foram os outros intervenientes que defenderam a Tauromaquia no programa, que contou na plateia com diversas caras bem conhecidas do meio, nomeadamente o maestro Mário Coelho, António Ribeiro Telles, Rui Salvador e muitos outros.

A questão do IVA, que supostamente motivou este programa passou praticamente ao lado. Agora meus senhores, podemos voltar aos temas realmente importantes para a nossa sociedade?