Paulo Pessoa de Carvalho vai suspender o exercício de funções na presidência da PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia até às legislativas de outubro.

A decisão de Paulo Pessoa de Carvalho decorre do escrupuloso respeito pelos princípios de idoneidade, isenção e independência que sempre o nortearam enquanto homem, forcado e empresário, princípios também partilhados pela PróToiro.

Na origem desta opção está o imperativo cívico de aceitar o desafio proposto por Assunção Cristas para encabeçar a lista do CDS-PP a Évora, nas eleições legislativas de 6 de outubro.

Pelo tempo e dedicação que exige a defesa da tauromaquia, Paulo Pessoa de Carvalho considera que a suspensão do mandato na presidência da PróToiro é a escolha mais acertada e a que melhor defende os interesses do setor.

João Santos de Andrade, presidente da APCTL – Associação Portuguesa dos Criadores dos Toiros de Lide, é o sucessor de Pessoa de Carvalho e pretende “dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela anterior direção, com a mesma determinação e empenho. A tauromaquia não é de ninguém em particular. É de todos. Todos temos de estar unidos na sua defesa e é isso que me proponho fazer: juntos pela Festa”, assegura o novo Presidente da Federação Portuguesa de Tauromaquia.

João Santos de Andrade

foto: Emílio de Jesus e DR