Numa temporada em que morreram dois forcados nas arenas nacionais durante o mês de Setembro (Pedro Primo em Cuba e Fernando Quintella, na Moita), uma equipa de reportagem da news magazine Sábado, visitou a enfermaria da praça de toiros Palha Blanco, durante a corrida de terça-feira noturna, da passada Feira de Outubro.

A enfermaria da praça de touros de Vila Franca de Xira, liderada pelo médico cirurgião Dr. Luís Ramos é a mais avançada do país: tem oito profissionais altamente especializados (dois cirurgiões gerais, um cirurgião vascular, um ortopedista, um anestesista, dois enfermeiros e um auxiliar de ação medica), suporte avançado de vida e até uma sala para pequenas cirurgias.

O Dr. Luís Ramos, médico do Hospital de Vila Franca de Xira conta à revista Sábado que assumiu as sua funções em 2001, numa altura em que a enfermaria tinha apenas “compressas e álcool” e hoje em dia tem três espaços: uma sala com duas boxes de emergencia e suporte avançado de vida (que inclui desfibrilhador, laringoscópio para entubar e farmacos necessários a uma reanimação cardiorrespiratória), outra para pequena e média cirurgia com mais duas mesas, um monitor desfibrilhador e material e instrumentos cirúrgicos para fazer suturas e ainda uma terceira sala situado no piso superior para reuniões e convivo deste corpo clínico.

No entanto, apesar de todo este material (muito dele proveniente do antigo Hospital de Vila Franca), não é possível neste espaço, fazer cirurgias com o abdómen aberto. O Dr. Luís Ramos afirma ainda que a equipa médica trabalha pro bono e que a situação mais grave que teve de socorrer nos últimos 17 anos, foi a de um jovem que realizou uma porta da gaiola, durante uma bezerrada no dia Mundial da Criança.

Um artigo para ler na íntegra na edição 702 da Sábado.

fonte e foto: revista Sábado