A Tauromaquia portuguesa está mais pobre aos poucos vamos perdendo as grandes referencias desta arte. Desta vez foi a morte do matador de toiros que esteve recentemente internado no hospital de Torres Novas (Santarém), depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral, tendo regressado a casa, na Golegã.

Natural de Moçambique, Ricardo Chibanga veio para Portugal nos anos 60 do século passado, tendo sido apoiado por várias figuras da festa brava, nomeadamente Manuel dos Santos.

A alternativa de Ricardo Chibanga foi na Real Maestranza de Caballaria de Sevilha (Espanha) a 15 de agosto de 1971, tendo sido apadrinhado por António Bienvenida, com o testemunho de Rafael Torres.

Para quem quiser conhecer melhor o toureiro moçambicano sugiro que veja o programa da RTP “Um dia com Ricardo Chibanga”, para ver aqui.

Em paz descanse.