Diego Ventura cortou um rabo em Madrid, depois de matar o quarto toiro da corrida de nome “maestranzo”. Até hoje só um matador de toiros tinha alcançado este feito em Las Ventas, foi Palomo Linares em 1972. Montando o cavalo Lambrusco Ventura parou o toiro com a garrocha de forma soberba, depois com o Fino realizou um tercio de bandarilhas fantastico. O Bronce tambem esteve em excelente plano e “a cereja no topo do bolo”, foi um par de bandarilhas sem cabeçada, no Dólar. Matou de forma certeira e foi premiado com duas orelhas e um rabo.

46 anos depois fez-se História em Madrid! Foi o segundo rabo que se cortou nesta praça e foi o primeiro conseguido por um rejoneador.

Com os outros dois toiros que lidou (o 2º e o 6º), Ventura formou um “lio gordo”. Os cavalos Nazari e Remate estiveram inspirados. Houve temple, expressão toureira e pureza nas batidas ao piton contrário que resultaram justas e emocionantes.

O outro rejoneador que fazia parte deste cartel, foi Andy Cartagena alcançou três lides de grande nível e saiu pela Porta Grande de Madrid pela decima vez.

Último festejo de toureio a cavalo da Feira de Santo Isidro 2018, casa cheia, 6 toiros da ganadaria Los Espartales

Andy Cartagena, orelha, ovação e orelha.
Diego Ventura
, duas orelhas, duas orelhas e rabo e orelha

https://www.facebook.com/ntrtoros/videos/2235033823181425/?t=134

foto: Manolo Briones @ ntr touros

video: Chaly Lara @ ntr toros