João Moura Jr e Rui Fernandes realizaram grandes lides, na primeira corrida de rejoneio da Feira de Santo Isidro 2018.

Meia casa de um publico amável e sem complexos que veio para desfrutar de uma tarde de toureio a cavalo, no entanto houve demasiada exigência por parte da presidência da corrida, na hora de conceder trofeus aos cavaleiros nacionais.

João Moura Jr, foi autor da melhor lide da tarde, praticou uma lide séria. Montando o cavalo Xeque-Mate cravou ferros com batida ao piton contrário, rematados com piruetas e bonitos ladeios. Matou à primeira, mas como o toiro não morreu logo, soou o primeiro aviso e os ânimos esfriaram.

Rui Fernandes, realizou uma lide sóbria e séria. Cravou ferros com muita verdade montando o cavalo Artista. Um pinchazo fez com que a petição de orelha fosse escassa.

João Telles Jr, abriu praça para confirmar a alternativa em Madrid. O jovem de Coruche praticou um toureio em curto, com pureza e risco. O cavalo Equador, esteve em grande plano.

Completavam o cartel três rejonadores espanhóis Raúl Martín Burgos (orelha), Leonardo Hernandez e Andrés Romero (orelha) que praticaram um toureio mais festivo e virado para as galerias, do que propriamente para os aficionados das bancadas de sombra. Infelizmente apesar de Madrid ser considerada a praça de toiros mais importante do Mundo no que diz respeito ao toureio a pé, isso não se reflete, na vertente do toureio a cavalo, onde os números de doma classica, são mais valorizados do que os ferros cravados com verdade.

Nesta tarde, lidaram-se toiros da ganadaria de Fermín Bohórquez, bem apresentados e de bom jogo, com excepção para o primeiro da tarde que foi manso e com querença em tábuas.

Ficha da Corrida

Raúl Martín Burgos orelha, Rui Fernandes ovação, João Moura Jr ovação com aviso, Leonardo Hernández ovação, Andrés Romero orelha e João Telles, que confirmava a alternativa, silêncio.

video: Canal Toros

foto: Julian Lopez @ Mundotoro